História

Tiro-sentado-lotus

Juntamente com as primeiras e primitivas armas de corte, o arco é umas das ferramentas mais importantes da humanidade.

Acredita-se que o uso do arco poderia ter 50.000 anos de idade. Pesquisadores já encontraram pinturas rupestres, com imagens de homens caçando com arcos e flechas, de 35.000 anos (Homem de Cro-Magnon).

Ao redor do ano 3.500 a.C. os egípcios já se utilizavam dos arcos para manter seu domínio da região, e alguns séculos mais tarde foram eles que desenvolveram os chamados arcos compostos, fabricados com diferentes materiais como madeira, osso, chifres e tendões; essa combinação permitia construir arcos menores, mas ao mesmo tempo mais potentes.

Essa tecnologia permitia atacar o inimigo a maiores distancias e principalmente disparar flechas em um raio de 360 graus montado em cima de um cavalo a toda velocidade. Esse foi, sem dúvida, o fator preponderante da expansão Mongol, que chegou a montar o maior império conhecido da humanidade. Foi durante o comando de Genghis Khan no ano de 1208 d.C. que o império Mongol se expandiu indo desde a Áustria até as regiões da Síria, Rússia, Vietnã e China.

Sem dúvida o domínio Mongol influenciou a arqueria Chinesa, entretanto é praticamente impossível a essa altura definir ou explicar o que significa o tiro com arco para a cultura chinesa, pois durante milhares anos floresceu seu uso por milhões de praticantes em incontáveis escolas e estilos diferentes; entretanto é muito importante entender que atualmente o tiro tradicional de arco na china simplesmente não existe, salvo o que foi mantido vivo fora do país, graças a entusiasta praticantes da arte, historiadores, tradicionalistas e colecionadores de antiguidades.

Em linhas gerais, a prática da arqueria tradicional desapareceu na China (pelo menos dentro dos de etnia Han) no começo do século XX, quando no ano de 1901 o Imperador Guangxu retirou a prática da arqueria do currículo das provas Imperiais. Outro fato que influenciou o declínio do arco foi a ocupação japonesa durante a segunda guerra mundial, onde a arte terminou por desaparecer.

O filósofo e pensador Confúcio considerava o tiro com uma das artes essenciais e afirmava que era a forma correta de enfrentar um oponente, onde o confronto não era um contra o outro, mas sim direcionada contra o alvo, uma espécie de confrontação circular.

Hamburg pkqr1 Archery Maestro Carlos Russo 4 Marcelo Seara Mendonça Clase especial 3 Arqueria montada 7 Marcelo Seara Mendonça pkqr5 4 Arqueria montada